Super User

Super User

Lorem ipsum dolor sit amet, consectetur adipisicing elit, sed do eiusmod tempor incididunt ut labore et dolore magna aliqua. Ut enim ad minim veniam, quis nostrud exercitation ullamco laboris nisi ut aliquip ex ea commodo consequat. Duis aute irure dolor in reprehenderit in voluptate velit esse cillum dolore eu fugiat nulla pariatur

22 Bolsas de Educação Jogos Santa Casa atribuídas a atletas

FCO250362 600x400

Os Jogos Santa Casa entregaram hoje 22 Bolsas de Educação, na qualidade de Parceiro Oficial do Programa de Responsabilidade Social para a Educação do Comité Olímpico de Portugal (COP) e de Patrocinador Principal do Comité Paralímpico de Portugal (CPP), num valor global de 66.000€.

Os atletas distinguidos integram o programa Olímpico Rio 2016 e os programas de preparação Paralímpica Rio 2016 e Surdolímpica Samsun 2017, e encontram-se matriculados em instituições de ensino superior, ao nível de licenciatura e mestrado.

Desenvolvido em conjunto pelas três entidades e lançado há 3 anos, este programa de responsabilidade social no âmbito da Educação já atribuiu 87 bolsas no valor total de 252.000€, permitindo aos atletas uma melhor conciliação da prática desportiva com os estudos.

Para Fernando Paes Afonso, Vice Provedor da Santa Casa da Misericórdia de Lisboa, “este é um programa pioneiro e um incentivo muito importante para a conciliação da carreira académica com a carreira desportiva, contribuindo, sem dúvida, para evitar quer o abandono precoce do desporto de alto rendimento quer o abandono, por vezes, precoce dos estudos, que ocorrem com regularidade preocupante”.

Humberto Santos, Presidente do CPP, ressalva a importância deste projeto para o desporto nacional: “Vemos este projeto dos Jogos Santa Casa como uma mais-valia para o desporto nacional, uma vez que permite que todos os atletas de topo – paralímpicos, surdolímpicos e olímpicos – tenham acesso a uma Bolsa que lhes dará o conforto necessário para conciliarem duas atividades que são tão importantes: os treinos e os estudos. É um projeto que saudamos pela importância que tem na planificação pessoal dos atletas.”

Já José Manuel Constantino, Presidente do COP, afirma que “O papel desempenhado pelos Jogos Santa Casa, no apoio ao desporto nacional, é fundamental para o seu desenvolvimento. Não apenas ao desporto propriamente dito, como às questões sociais a ele inerentes, como é o caso destas bolsas de educação. O esforço diário e sacríficos que estes atletas fazem para conseguirem os feitos que tantos nos orgulham merecem todo o apoio. Esta possibilidade que lhes é dada de prosseguirem os seus estudos em simultâneo com as suas carreiras desportivas é fulcral para a sua formação como homens, abrindo os seus horizontes para o pós-carreira”.

A par de outras iniciativas promovidas com a assinatura Jogos Santa Casa, a participação neste Programa de Bolsas de Educação vem reforçar a política de responsabilidade social da marca JSC, assumindo ainda um papel fundamental na Caminhada Olímpica, Paralímpica e Surdolímpica, a menos de um ano dos Jogos Olímpicos “Rio2016”.

 

Conheça a lista de atletas distinguidos.

 

Texto: COP

João Rodrigues candidato à Comissão de Atletas do COI

JoaoRodrigues 960x400

João Rodrigues é um dos 24 candidatos a integrar a Comissão de Atletas Olímpicos do Comité Olímpico Internacional, cujas eleições decorrerão durante a próxima edição dos Jogos Olímpicos em agosto, no Rio 2016. A sua candidatura foi proposta pelo Comité Olímpico de Portugal depois de consultada a Comissão de Atletas Olímpicos portuguesa.

O velejador madeirense, que assegurou o apuramento de Portugal para o Rio 2016 na Vela na Classe RS:X, pela sétima vez consecutiva, é já o atleta luso com mais participações de sempre, podendo agora aumentar ainda mais esse recorde com a sétima presença no maior evento multidesportivo do mundo, naquela que será a despedida dos Jogos, como recentemente reconheceu em entrevista à Newsletter Eletrónica do COP.

Com um currículo invejável, repleto de títulos internacionais, João Rodrigues é uma referência do desporto nacional, pelos resultados de excelência e pela longevidade da sua carreira.

O madeirense faz parte de um leque restrito de 24 atletas que representam 14 modalidades distintas de todos os continentes, com igualdade de presenças de homens e mulheres (12 cada). As eleições irão determinar quatro lugares na Comissão de Atletas tendo em conta o fim de mandato de quatro atuais membros, entre eles a Presidente Claudia Bokel. Podem votar nestas eleições todos os atletas em competição no Rio de Janeiro. Os eleitos terão um mandato de oito anos pela frente.

 

Conheça a lista de candidatos.

 

Texto: COP

 

Pág. 3 de 3